Funai planeja nova rodada de vacinação em índios recém-contatados

"Os índios estão em suas aldeias antigas, mas já começaram a abrir novas roças mais distantes dos Matis e próxima ao rio Coari", diz Bruno Pereira.

Em 27/06/2019 09:28:00 na sessão Cidades

O trabalho da Funai no contato com índios Korubo que vivem na Terra Indígena Vale do Javari, no extremo oeste do Amazonas, atingiu um de seus objetivos, o distanciamento territorial deles com os índios Matis. Agora, um novo diálogo deve ser estabelecido em breve para que a etnia passe por mais uma rodada de vacinação.

Segundo o chefe da expedição e coordenador-geral de índios isolados e recém-contatados da Funai, Bruno Pereira, uma nova equipe - a quarta desde o início da expedição - está próxima aos Korubo neste momento no rio Coari.

"Os índios estão em suas aldeias antigas, mas já começaram a abrir novas roças mais distantes dos Matis e próxima ao rio Coari", diz Bruno Pereira.

A aproximação territorial entre os Korubo e os Matis era uma das preocupações da Funai no início da expedição, a maior dos últimos 20 anos, como informou o blog em março.

Os dois grupos tiveram conflitos violentos no passado, além de uma tensão constante pelo direito à terra próxima ao rio Coari e outras desavenças históricas. Um dos objetivos da expedição da Funai foi intermediar essa relação e evitar novos conflitos.

Funcionários da Fundação e da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) se preparam para estabelecer diálogo com os índios recém-contatados para fazer a nova rodada de vacinação no grupo. A proteção à saúde dos índios é um passo importante da atuação da Funai nesse tipo de ação que envolve um primeiro contato.

Entenda a expedição

Em março deste ano, a Funai preparou a maior expedição das últimas décadas para entrar em contato com um grupo de índios Korubo, na Terra Indígena Vale do Javari, que permanecia totalmente isolado.

A expedição começou a ser organizada no governo anterior e tinha dois objetivos principais: reaproximar parentes que se afastaram em 2015 e, também, evitar novos conflitos entre os Korubos e os Matis, a outra etnia indígena da região, pelas terras próximas ao rio Coari, além de outras questões sensíveis envolvendo os dois grupos.

Até o momento, a ação foi marcada pelo encontro pacífico dos índios com as equipes da Funai e também pelo reencontro dos parentes indígenas.

Em maio, o blog também mostrou que uma das equipes programava uma visita aos índios para fortalecer o relacionamento de confiança e também para realizar uma nova inspeção médica após o atendimento realizado no primeiro contato da expedição.

Na ocasião, Bruno Pereira explicou que o diálogo faz parte da conquista da confiança e é importante para que os índios entendam o trabalho da Funai.

Fonte: G1



Por olharcidade3@gmail.com 27/06/2019 09:28:00

Mais notícias da sessão: Cidades