DSEI é alvo de operação para apurar fraudes em licitações e desvio de recursos em Canarana

PF cumpriu três mandados de busca e apreensão. MPF também solicitou o afastamento de um funcionário.

Em 25/07/2019 10:16:00 na sessão Cidades

Foto: Ilustrativa

O Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) de Canarana é alvo de uma operação que visa apurar fraudes em licitações e desvio de recursos. Também são cumpridos três mandados de busca e apreensão também foram cumpridos.

A ação é realizada pela Polícia Federal (PF) em apoio ao Ministério Público Federal (MPF) de Barra do Garças, a 516 km da capital.

Além das fraudes em licitações, há suspeita de falsificação de documento, dentro do DSEI. O MPF também solicitou o afastamento de um funcionário.

No início de junho, uma operação semelhante apurou o desvio de R$ 2,5 milhões da saúde e alimentação de indígenas, no distrito Kaiapó.

Na ocasião, sete mandados de busca e apreensão em endereços de pessoas físicas e jurídicas nas cidades de Colíder, a 648 km de Cuiabá, e Peixoto de Azevedo, a 692 km da capital.

As investigações que desencadearam a operação no DSEI Kaiapó identificaram fraude na licitação para aquisição de refeições para os indígenas, pagamentos sem contratos, superfaturamento nas quantidades e adulteração nos controles das refeições servidas.

Também foram constatadas condições precárias de armazenamento dos alimentos, cozinhas inadequadas e falta de refeitório para atender os pacientes acomodados nas CASAIs dos municípios de Colíder e de Peixoto de Azevedo.

Fonte: Agência da Notícia.



Por Olhar Cidade 25/07/2019 10:16:00

Mais notícias da sessão: Cidades